Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Fórum do Confap, em Teresina, traz discussões sobre fomento à pesquisa científica e de inovação

Publicação:

Confap Piauí
Confap-piaui.jpg

Foi aberto na manhã desta quinta-feira, dia 07 de junho, o segundo Fórum do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) de 2018. Realizado na sede da Embrapa Meio-Norte, na capital do Piauí, Teresina, pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), o Fórum reúne presidentes e representantes das 26 Fundações de Amparo (FAPs) dos estados, além de representantes do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), das agências de fomento nacionais, parceiros internacionais e comunidade científica.

Representando o governador do Estado do Piauí, o presidente da Fapepi, Francisco Guedes fez a acolhida aos participantes e destacou a importância das FAPs estarem reunidas para discutir ideias que busquem avançar no fomento à pesquisa científica, tecnológica e de inovação. “Também comemoramos os 25 anos da Fapepi, em um momento no qual, apesar das dificuldades, conseguimos celebrar parcerias e acordos e lançar novos editais. E graças a esses investimentos fomos capazes de transformar a ciência, como no caso da criação de novos doutorados”, salientou.

Para a presidente do Confap, Maria Zaira Turchi, a Fapepi, que comemora 25 anos, mostra a sua força como uma Fundação consolidada, com muitos programas. “As Fundações têm uma grande importância regional e o Confap funciona como uma orquestra, onde todos trabalham em conjunto para o desenvolvimento do País. Essa pauta da ciência é relevante e estratégica para o Estado e para o País e queremos uma Fapepi cada vez mais pujante e fortalecida”, destacou.

Novos programas e parcerias
Durante a solenidade de abertura, o diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (DRCT) da Finep, Wanderley de Souza, e o gerente do Departamento de Fomento à Interação entre Ciências Aplicadas e Inovação (DICI) da Finep, Marcelo Camargo, fizeram o anúncio dos programas Tecnova 2 e Centelha, que vão propiciar subvenção econômica a empresas nascentes e de base tecnológica. As cartas-convites à participação das Fundações estarão disponíveis ainda neste mês e contarão com recursos da Finep e das FAPs para o desenvolvimento dos programas.

Ao final da solenidade de abertura, também foram assinados atos do governo envolvendo a Fapepi, dentre eles a incubação de empresas relacionadas ao setor agropecuário, em parceria com a Embrapa Meio-Norte; Termo de Cooperação Técnica com a Embrapa Meio-Norte para o cultivo sustentável da cajazeira; apoio a revitalização da cultura do alho, com a Emater; e o novo edital do Pronem (Apoio a Núcleos Emergentes), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O presidente da Fapepi também anunciou para este mês o lançamento da chamada pública Desenvolvimento Científico Regional (DCR), em parceria com o CNPq.

Legislação e Financiamento da pesquisa
Após a solenidade de abertura, o secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Alvaro Prata, fez uma palestra sobre Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação e o financiamento da pesquisa. Prata destacou a importância do investimento dos Estados no fomento à pesquisa científica, tecnológica e de inovação e também ao empreendedorismo das startups e ideias inovadoras. Na sequência, o diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (DRCT) da Finep, Wanderley de Souza, apresentou um panorama das ações da Finep e as possibilidades existentes para parcerias com as agências estaduais de fomento. Finalizando a manhã, o chefe-geral em exercício da Embrapa Meio-Norte, José Oscar Lustosa Júnior trouxe uma visão da aliança estratégica para a pesquisa na região do Meio-Norte, envolvendo pesquisadores da Embrapa e de instituições do Maranhão e Piauí.

Na parte da tarde, as discussões se concentraram nas atividades desenvolvidas com parceiros nacionais – como o CNPq, Capes e Finep – e internacionais, como a British Council e a Comissão Europeia. Também foram realizadas apresentações de programas do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), da Universidade Aberta do Piauí (UAPI) e Piauí Conectado.  As atividades continuam na sexta-feira, dia 08 de junho, na sede da Embrapa Meio-Norte.

Coordenação de Comunicação Social do Confap

FAPERGS - Fundação de Amparo à pesquisa do Estado do RS